Conheça o BLOG 4.0
Indústria + Avançada: Pomar do Brasil rumo à Indústria 4.0

Indústria + Avançada: Pomar do Brasil rumo à Indústria 4.0

3 de setembro de 2019

A Pomar do Brasil Indústria e Comércio de Alimentos foi fundada em 1996 como uma microempresa familiar produtora de polpas de fruta. Sem grandes metas traçadas a longo prazo foi iniciada com poucos recursos, mas com o objetivo maior de oferecer um produto de qualidade. A empresa iniciou suas atividades construindo um anexo à própria residência dos proprietários, contava com um maquinário de ínfima capacidade produtiva e uma equipe composta por um funcionário e quatro familiares que distribuíam seu tempo entre atividades estudantis e a empresa.

Hoje, já como pequena empresa, atende a uma variedade de estabelecimentos comerciais, disponibiliza o serviço de entrega em domicílio, além de estar presente nas melhores redes de supermercados em todo o Estado de Sergipe.

Atualmente são fabricadas polpas de 20 frutas: abacaxi, açaí, acerola, ameixa, cacau, cajá, caju, cupuaçu, goiaba, graviola, jenipapo, manga, mangaba, maracujá, morango, tamarindo, tangerina, umbu, umbu-cajá e uva.

Em 2017, a empresa foi parceira do SENAI/SE no Programa Brasil Mais Produtivo (B+P) pois sempre buscou aprimorar seu processo produtivo e capacitar seus colaboradores. Como continuidade desta ação, em 2018, a empresa aderiu ao Programa Piloto Indústria Mais Avançada (I+A) promovido pelo SENAI Departamento Nacional para que os resultados alcançados pelo Programa B+P continuassem a ser disseminados pela fábrica.

O Programa Indústria Mais Avançada tem o foco na implantação de tecnologias e ferramentas de baixo custo com a missão de conectar o chão de fábrica da indústria à alta gestão responsável pela tomada de decisões. Neste processão são instalados sensores e coletores na linha de produção, que vão coletar os de produção da linha e transmiti-los a uma plataforma on-line, permitindo os gestores terem as informações em tempo real, possibilitando um maior controle de indicadores de processo, previsibilidade da produção e maior conhecimento para tomada de decisão. A partir dessas informações é possível analisar a produtividade da linha, o refugo de peças e a parada de máquinas.